Desaboio

Conheci o músico e pesquisador Saulo Alves por conta de sua tese de doutorado sobre o ensino da viola caipira, assunto que venho pesquisando para realizar um novo documentário. Fiz o primeiro contato pela internet e assim fomos nos conhecendo. Mineiro de Ituiutaba, em 2013 Saulo veio morar mais uma vez em São Paulo para dar continuidade aos seus estudos. Na primeira oportunidade, nos encontramos para bater um papo pessoalmente. Eu aproveitei para lhe mostrar o meu curta que estava saindo do forno. Na ocasião, ele me falou de um projeto musical que estava realizando, o “Desaboio”. Faltava pouco pra terminar. Fiquei curioso e esperei para saber mais.

Na semana seguinte o Saulo me ligou de noite. Estava saindo da sessão de mixagem e tinha um CD com uma pré-mix do Desaboio na mão. Em questão de horas ele chegou na minha casa com esse CD e um vinho. Ele, eu e minha esposa Carol ouvimos o CD tomando o vinho. Aí o Saulo foi explicando quem era quem naquele projeto e eu fui conhecendo ali um pessoal que fui achando bacana demais.

A partir dessa noite eu passei a ouvir bastante o Desaboio. Agora, em agosto de 2014, o projeto está pronto: um CD que tem um encarte que é um livro. É difícil de saber onde começa uma coisa e termina a outra. Eu percebo o processo de criação desse projeto se dando exatamente dessa forma. As letras do Paulo Nunes musicadas pelo Saulo viraram todas uma coisa só, extrapolando os limites de cada canção, num painel onde muitos outros artistas vieram somar, fazendo cada um dos elementos se configurar como parte significativa do todo.

Acima de tudo, a grande beleza que vejo nesse projeto é a maneira como focaliza a condição atual do Cerrado, falando das coisas como são e não de “como foram há tempos atrás”. Acredito muito nesse tipo de pensamento, nas coisas que se transformam e não se congelam no tempo, o fogo que queima o pau da árvore pra dar lugar a outra coisa. Essa coisa existe e o Desaboio em si é isso.

O projeto pode ser visto no site desaboio.com, onde pode-se adquirir o CD com o livro, além de acessar o conteúdo online.

Na tela: Paulo Nunes, Saulo Alves e Victor Mendes.

2 comentários em “Desaboio”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s